31.5.06

O BONECO RECLAMA


MINHA NADA MOLE VIDA DE POPSTAR – O BONECO RECLAMA
Marcelino Rodriguez

Um amigo meu, religioso, costuma me dizer: - Fale a verdade e saia correndo. Nos próximos quinze dias estou metido até os ossos com entrevistas, contatos, arrumações e tentei declinar da jornalista do ediciones que vem me perguntando sobre o que eu achei dos acontecimentos em São Paulo e qual o maior ponto vulnerável do país em que vivo, tudo isso enquanto vejo a despensa com uma latinha de atum e a última Perrier pela metade, enquanto ainda tenho metade da edição do meu livro , sem dúvida um dos melhores já escrito no gênero, para vender.
O que tenho ouvido de papo furado e esnobação, evasivas e inversão de valores, fez-me aceder e conceder a entrevista a jovem uruguaia do ediciones. Quem sabe essa entrevista não apresse-me ganhar logo o nobel ou o Camões e assim posso tocar fogo no resto dos livros e deixar de chatear os outros tentando vender minha versão atual da Divina Comédia, pois lá quem tenha um pouco de inteligência e cultura, pouco se lhe importa ou não o reconhecimento alheio. Sei que um caráter excepcional como eu tem por certo um lugar bom no além.
E Deus não há de deixar seu Boneco desamparado.
Sim, eu sou o Boneco de Deus, como o Pinóquio.
Só que não sei mentir.
De modo que o meu amigo Religioso dizia que o povo aqui reclama do governo , mas é tão picareta e corrupto quanto o mesmo. Pouca gente se preocupa em estudar para ser , não um esnobe, mas um cidadão útil ao seu país. Pouca gente se preocupa em fazer o bem pensando na coletividade. Todo mundo quer ser rei aqui, mas sem estudar as regras da realeza. Quer a coroa sem merecimento. O prêmio sem esforço.
Não funciona assim na Noruega, nem na Dinamarca. Nem vai funcionar aqui. Uma sociedade viciada na criação de feudos, com a população lutando pelo espaço, a sobrevivencia e os holofotes. Lembro-me de um conto de Borges no Informe de Brodie que ele dizia que uma certa população estavam a tacar estrumes uns nos outros como meio de comunicação. È mais o menos o nível que há aqui, onde parece que vivemos todos como náufragos lutando por uma boia que pra permanecer existindo tem que ter mais de um nela, mas se morre afogado por que todos querem pegar a bóia sozinho. O naufrágio coletivo é certo.
O menino pobre me pergunta.
Tio, o senhor vem aqui essa semana trazer o leite?
Não, Alonso. Essa semana não tem leite.
Assim que a queda de um é a queda de todos, ou ao menos de muitos.
A culpa é do governo – vejo muita gente dizer enquanto declina de ajudar seu próximo. Mas o comércio de drogas vende maravilha; assim como o álcool e outras futilidades como músicas ruins. Que tem o governo com isso?
Fiquei zangado por que colaboro gratuitamente com sites de vários países , sem ganhar um centavo, e já vi gente dizendo que está me dando uma oportunidade, publicando meus textos. Ora, podem publicar a vontade desde que me dêem os créditos. Mas, por favor, sem esnobação.
Nem venham me ensinar filosofias, ou passar-me pito. O Boneco de Deus é um ser esclarecido. Ou coça as verdinhas pra valorizar minha obra ou deixa de papo furado.
Preciso levar o leite do Alonso.
E por favor, não confundam meus textos com o de escritores medíocres, ainda que muitos deles estejam na mídia mafiosa no meu lugar. Sim, porque nesse país o que é bom a gente esconde e o que é ruim a gente mostra, como dizia aquele ministro. Finalizando, o país tem que andar sozinho, sem contar com a população – essa, imprestável – põe sempre a culpa no governo. Como se fosse possível um governo corrupto com um povo honesto. Contem outra.
31.05.06

5 comentários:

Marcelino Rodriguez disse...

TESTANDO

Márcia(clarinha) disse...

Menino,quem não é boneco preso por correntes sendo mariontes em nome de algum deus?
Aqui ou ali estamos todos lutando pela mesmo bóia quase furada,esturricada de sol a sol pelo caminho de ondas gigantes.
Que boneco governa sozinho e não carece dos bonecos artesanais para elegê-los?Ou vice e versa?
Pois é, isso aqui é Brasil,mas poderia ser Colômbia ou Haiti [que ainda não é aqui]
Obrigada por sua visita,gostei demais de conhecê-lo e voltarei com calma para ler tudinho.
lindo dia,
beijosssssssssss

André Luis disse...

fulminante como um raio! concordo inteiramente, aliás, se a democracia é o sistema de representatividade, estamos devidamente representados, e não se fala mais nisso...
abraços, boneco!

Liliane disse...

Declaração.

Venho por meio desta, infomar que estou ausente por motivos de força maior (estudando com filhos para as provas... uma só mãe, dois filhos, e muuuuuuuuitas provas - credo -).
Em breve estaremos retornando com os comentários.
Sem mais para o momento
Minhas cordiais bjoks (heheh)

Lidiane disse...

Concordo com vc.
Por isso sou sempre a favor de revolução dos conceitos. E não de revolta.