12.5.06

A VINGANÇA DO POPSTAR

O POPSTAR, A VINGANÇA DO BONECO – O gênio trama a vingança dos (a) inocentes que o ignoraram Marcelino Rodriguez


Ontem ao constatar o preço da água mineral Perrier e do legítimo bacalhau norueguês, percebi que o nobel pra mim chegará em boa hora, além de fazer-me refletir sobre as posturas profissionais que deverei adotar tão logo a mídia internacional divulgue meu nome como seu legítimo ganhador.Já me vejo com o prêmio.Minha bela, distinta e nobre figura de “Boneco de Deus” nas rádios, televisões, vídeos, jornais, toques de celulares, walppapers e tudo mais.Um The Best.Penso que vou ficar mais misterioso e silente que de costume. Terei meia dúzia de frases lapidares para as ocasiões. Será realmente uma experiência só comparável aquela que tinha quando namorei uma mau caráter e ela usava e abusava de mim, nos mais variados combates corpo a corpo. Eu adorava perder.Tenho que admitir que caráter a parte, era uma Fêmea fatale.Sei que minha rotina mudará e minhas mídias pessoais terão de ser mudadas, devido ao assédio.Já me imagino escolhendo a secretária, a cozinheira, a roupeira, a escovadeira de dente, a massagista sueca, etc.Comprarei um castelo na Galicia e passarei algumas agradáveis tardes conversando com Saramago sobre a fome no mundo. Doarei dez por cento do premio a uma instituição qualquer , para não me acusarem de egoísta.Tudo isso será bom.Assim como pensar que aqueles que ignoraram meu mega talento ou as que ignoraram minha fome de afeto, se perderão em divãs de arrependimento por não terem reparado que eu também era belo e brilhante antes da Ferrari e de um belo rótulo. Mandar-me-ão escraps, mas não estarei mais aqui. Outros vão querer o livro e o mesmo estará esgotado. Depois que a fortuna vier, minha missão de escrever estará cumprida. Terei ganho a batalha.E os mais carentes poderão viver com a venda da minha imagem, porque o sujeito mesmo vai desaparecer pelos fundos. O mundo não terá dinheiro para pagar meu sossego.Pensem nisso. Ainda é tempo. Caminho a passos largos para o nobel.Agora deixem-me checar se o bacalhau comprado é mesmo da Noruega, afinal de contas comprei sem passaporte e a corrupção anda solta. “Só sabemos o que é bom quando provamos.” (Essa vai ser uma das minhas frases lapidares pós-nobel). E tenho dito.10/05/2006

4 comentários:

Marcelino Rodriguez disse...

TESTAANDO

Taia disse...

É realmente o que falta mesmo Marcelino.
Obrigada pela visita.
Tá começando agora?
Cuidado que vicia, rsrs.
Seja bem vindo ao mundo dos blogueiros então.
Abraço!

Lidiane disse...

Risos.

Eu preciso ainda escrever um livro pra ganhar.
Mas também já estou preparando a comemoração.
;)

Sergio disse...

Marcelino ,

Saudações Rubras !

Bom ler o seu texto.Só gostaria de acrescentar que o problema do mando de campo é uma gota no mar de lama e interesses financeiros em que se transformou o futebol.O futebol de hoje não é feito pelos torcedores , da arquibancada e da direção , mas sim pelos empresários , meios de comunicação etc.Foi neste quadro que o nosso querido América Naufragou.